Setores Têxtil e Calçado em 2016

A Lastest News about Trade Trends in Portugal

Posted on: 3 Aug 2017

Foi anunciado recentemente que as exportações portuguesas voltaram a crescer pelo 7.º ano consecutivo. Boas notícias para todas as empresas portuguesas que procuram a internacionalização. Nesta página procuramos desenhar um retrato da evolução das exportações dos setores têxtil e calçado.
A análise é tida tendo por base informação disponibilizada pelo AICEP, referente às exportações de 2016 e respetivas variações face a 2015. Utilizamos também informação respeitante à evolução das exportações desde 2001. As tabelas originais da informação estão disponíveis publicamente, e poderão fazer download das mesmas aqui.
Procuramos caracterizar nesta página de uma forma sintetizada a evolução das exportações da fileira ‘moda’ portuguesa.

Evolução das Exportações

Portugal tem apresentado um crescimento das suas exportações com o exterior pelo seu 7.º ano consecutivo. Desde o ano de 2009 que a nossa economia tem aumentado paulatinamente as suas exportações anuais a um ritmo médio de 6,98%.
Para a análise dos valores respeitantes aos setores têxtil e calçado, consideramos o seguinte agrupamento de rubricas:


• Setor Têxtil
   - Matérias Têxteis
   - Vestuários
• Setor Calçado
   - Peles e couros
   - Calçado

Verificamos também que acompanhando o ritmo das exportações globais nacionais, os setores têxtil e calçado cresceram desde 2009 a um ritmo médio de 6,03%.
Na mesma medida, as rubricas dentro de cada um dos agrupamentos apresenta um crescimento em valores médios muito próximos das médias acima indicadas com a exceção de ‘Peles e Couros’ que apresenta um crescimento médio de 17,69%. No entanto este apresentou uma forte quebra desde 2014, estando a aproximar-se dos mesmos valores médios da globalidade das exportações.

Dentro dos setores de análise, é importante apenas elencar o crescimento de 2015 para 2016 da rubrica de ‘Vestuário’ com um crescimento de 7,96%. Veremos em baixo que este crescimento se deve em grande parte no setor de vestuário feminino.
Verificamos também que o setor têxtil representa cerca de 69% das exportações conjuntas da fileira de ‘Moda’. É curioso verificar, mais em baixo, que apesar desta rubrica apresentar um peso claramente dominador, é o produto ‘Calçado’ que sozinho se consegue destacar em termos de valor das exportações.

Destinos das Exportações

Os mercados de destino da internacionalização são sempre um dos pontos que os nos são colocados com maior frequência quando uma empresa pretende exportar. No gráfico em baixo conseguimos validar as diferentes proporções existentes entre o comércio internacional intra e extra comunitário.

As evidências são claras, demonstrando que a Europa é o destino de eleição de todas as exportações nacionais. Poderá ser uma boa ou má notícia, dependendo da forma como as empresas abordam o mercado. Tanto pode ser visto como uma vantagem pois os mercados internacionais já estarão familiarizados com a qualidade do produto Português, contudo achamos que também deve ser ponderada a possibilidade de se procurarem novas oportunidades em mercados inexplorados pelo produto nacional, e que porventura possam não estar tão saturados como o europeu.

Pela análise do top100 (em valor) do destino das exportações portuguesas em 2016 dos setores têxtil e calçado, encontramos a seguinte disposição de países de destino:

Se de Espanha ‘nem bons ventos, nem bons casamentos, o mesmo não se pode dizer das nossas exportações. Claramente são os nossos principais clientes de exportação têxtil e calçado a nível mundial, com mais do dobro do valor exportado face ao nosso maior mercado de saudade, França.
Evidenciamos também que em todos os mercados que estão presentes no Top100 das exportações nacionais do setor têxtil e calçado apresentaram valores positivos de crescimento do ano 2015 para 2016, com especial enfoque para a Dinamarca e Espanha que representam cerca de 27% do peso total deste mesmo top100.

Categorias de exportação dos produtos Portugueses
Analisamos seguidamente quais as rubricas que tiveram um maior peso na influência dos valores de exportação do setor têxtil e calçado nacional.
Pela análise do gráfico em baixo verificamos claramente que a fileira do ‘Calçado’ de forma isolada representa o maior peso na exportação nacional destes dois setores. Alias esta rubrica é a única que consta no Top100 de valor das exportações nacionais. Quando somadas as partes das restantes rubricas respeitantes ao setor têxtil verificamos que estão muito próximos os valores.

Conseguimos perceber facilmente que, com a exceção da categoria de ‘6203 Fatos, conjuntos, calças e calções, etc., de uso masculino’, todas as restantes categorias presentes no Top100 apresentaram crescimentos acima do valor médio do crescimento do setor.

(...)

Ler artigo completo em: Exportações Têxtil e Calçado 2016


Posted: 03 August 2017

See more from Trade Trends in Portugal

Expert Views    
Portugal-Food and Agricultural Import Regulations   By Foreign Agricultural Service
Latest News    
Setores Têxtil e Calçado em 2016   By Scatter - Exporting Agents
Presenting the contributor
Scatter - Exporting Agents

Scatter - Exporting Agents

We connect your business with...

More content items by this contributor: